arquivo

terça-feira, 26 de julho de 2016

Estádio do Inatel




Aqui ficam as flores que a minha neta e o meu neto, num domingo de Abril colheram com um alegria contagiante no Estádio Primeiro de Maio, em Lisboa, para as oferecer ao avô.



E, antes que o que reste de mim, sejam apenas umas fotografias com os meus netos nos iPad, que mentes perversas apressadamente as eliminem, neste dia 26 de Julho de 2016, dia dos Avós, num dos dias mais tristes da minha vida, quero deixar aqui o testemunho de que a afeição pelos meus netos foi a última etapa dos amores mais doces que tive na minha vida.
  Vou recordar até ao meu último dia a alegria estampada nas suas carinhas quando brincavam connosco e o choro premonitório deles quando nos despedimos, há apenas dez dias.

 

  A partir de agora nada voltará a ser como dantes. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.